Rua Luiz Gama, 202 - Guarulhos - SP 11 2087-2251

4 passos para se preparar antes de uma licitação pública

Gostou? compartilhe!

4 passos para se preparar antes de uma licitação pública

Quem precisa se preparar para uma licitação pública pode ter certo medo devido à grande quantidade de trabalho que terá pela frente. Para ajudar nessa missão complicada, separamos os quatro passos mais importantes antes de entrar de cabeça numa licitação.

Então não perca mais tempo e confira agora mesmo nossas dicas!

1. Manter documentação e cadastros em dia

Participar de uma licitação pública pode ser complicado em termos de burocracia, já que são necessários vários documentos e cadastros em dia para que a proposta não seja anulada e a licitação perdida. Por isso, é necessário cuidar para que essa parte burocrática esteja bem resolvida antes mesmo de apresentar a proposta na licitação.

É imprescindível garantir que a empresa possua qualificação técnica e econômico-financeira para cumprir a proposta e se está com todos os seus cadastros em dia para participar da licitação. Os cadastros, por sua vez, são outro ponto importante. Existe o SICAF, que é o cadastro único federal, mas ele não é válido para a atuação das empresas em licitações dos governos estaduais ou municipais, por exemplo. Já que estes possuem seus próprios centros de cadastramento para fornecedores.

2. Conhecer o edital e a necessidade do licitante

Esse um dos pontos bastante importante para quem deseja vencer uma licitação pública. É preciso conhecer muito bem o edital e a necessidade do licitante antes mesmo de começar a pensar na proposta que será realizada. Isso acontece porque é muito comum encontrar empresas que tentam adaptar editais para encaixar seus produtos ou serviços. Porém elas perdendo licitações porque, apesar de possuírem um preço menor, não se adequavam a todos os termos do edital da licitação pública.

O edital é um documento bem grande e que possui uma quantidade similar de informações, termos técnicos, cláusulas e requisitos para que as propostas se adequem à necessidade do licitante. Não tem “jeitinho” com licitação pública; é o que está no edital e não adianta tentar contornar termos porque a proposta não será aceita. E nem adianta reclamar alegando que não sabia alguma coisa, porque o edital está ali para ser lido.

3. Formular uma proposta que atenda às necessidades e, ainda assim, seja passível de execução pela empresa

Com o edital estudado, documentação acertada e uma equipe focada exclusivamente em participar de licitações na empresa, vem a hora de formular uma proposta que funcione bem para a licitação em questão. Aqui, não tem segredo: é preciso entender o edital e formular uma resposta para as necessidades do licitante. Porém, é preciso estar ciente das próprias limitações da sua empresa e entender que, apesar de muito lucrativo, o mercado de licitações exige seriedade e competência.

Além disso, dá para entender também que nem sempre os órgãos licitantes vão topar a proposta de menor preço, porque em muitas ocasiões eles preferem aquela de menor prazo ou a proposta da empresa com mais qualificações técnicas. Por isso é necessário entender bem o edital e saber que tipo de proposta realizar.

4. Ter uma equipe especializada para lidar com a licitação pública

Muitas empresas tentam entrar no mercado de licitação pública de maneira totalmente amadora, sem o apoio jurídico ou técnico adequado para executar as tarefas necessárias para vencer a licitação, o que acaba muitas vezes comprometendo a sua chance de vencer em uma disputa. Atualmente, as empresas que mais vencem licitações contam com organizações especializadas e focadas unicamente em preparar o negócio dele para participar de licitações, são as chamadas consultorias de licitações.

Ou seja, ao contratar uma empresa de consultoria em licitações, ela irá cuidar de toda a parte burocrática e detalhes técnicos do inicio ao fim do processo de licitação, e a sua empresa só irá precisar se preocupar com o preço a ser ofertado pelo o seu produto ou serviço no certame público. Nossa equipe da Triunfo Legis, por exemplo, é composta de experientes advogados e funcionários administrativos que estudam os mais diversos editais, conversam com licitantes para entender quais são as necessidades de cada órgão antes do edital sair e trabalham com a parte técnica da empresa para formular propostas que serão, na maior parte das vezes, aceitas pelos órgãos públicos que abrem as licitações. Aumentando assim em muitas vezes a chance da sua empresa vencer, e diminuindo toda aquela complicação que é participar de um processo licitatório.

Seguindo esses passos simples, sua empresa com certeza estará apta a participar com chances verdadeiras de ganhar qualquer licitação pública. Então, comece já a preparar propostas perfeitas e depois nos conte como foram suas vitórias.



Gostou? compartilhe!